quinta-feira, 7 de julho de 2016

"A Festa da minha Aldeia!"

ESPINDO – A Festa da minha Aldeia!

As festas de aldeia são um acontecimento e um bom propósito para encontros e reencontros e a da minha “Aldeia” não é exceção. Andamos um ano à espera dela e não costuma desapontar!

É um projeto pioneiro em que todos os anos propõe o envolvimento ativo dos resistentes residentes e não residentes com grande apego à Aldeia, estimulando os usos e costumes, as tradições culturais e mesmo a gastronomia típica deste dia.

Assim foi no passado fim-de-semana dias 1, 2 e 3 de julho em que se realizou a Festa de Santa Isabel na Aldeia de Espindo!

A par do programa religioso, procissão de velas no dia 1, música gravada, trampolineiros durante a tarde e arraial dançante com vistoso fogo-de-artifício no dia 2, missa cantada e procissão no dia 3, dia mais alto da Festa. Houve foguetes a estalejar e a Banda Filarmónica de Vilarchão, que era esperada especialmente pelos mordomos que no seu percurso, a pé, pela aldeia com a imagem da Santa nos braços de um residente, no caso do Norberto do Barroca, a recolher o ofertório, onde anunciava a sua chegada com várias interpretações musicais pela aldeia, assim cumprimentando os moradores, muitos deles já à sua espera à porta das suas casas.

Após a missa solene, acompanhada pelos acordes da filarmónica, seguiu-se a procissão com os andores engalanados que transportaram as imagens dos santos tradicionais (Cruz de Cristo, Bandeiras Estandartes com as imagens de Santa Isabel e de Nossa Senhora, andores da Sagrada Família, Senhora de Fátima, Santa Bárbara, S. Brás, Santo António e por fim o andor de Santa Isabel, através das ruas limpas e preparadas com verduras pelo chão, as janelas e varandas ornamentadas com as melhores colchas do bragal familiar, a procissão passa, dá a volta à povoação, com simplicidade e respeito geral.

A Festa de Santa Isabel é sempre muito participada, principalmente por gentes que dos vários quadrantes do mundo acorrem à sua aldeia natal, não fosse a Festa de convívio, fundado na tradição e no sentimento de fidelidade às raízes!

Para o ano, de novo no primeiro fim-de-semana de julho, venham á festa e tragam a família e muitos amigos!

Guilherme Gonçalves (Casa do Brás - Espindo)

Nenhum comentário: