Fevereiro 2016 (filme)







Apresentação com as fotografias publicadas no "Vila de Ruivães" durante o mês de Fevereiro 2016.



Fevereiro é sinónimo de Carnaval! Mostramos o Carnaval dos miúdos da escola no seu defile em Vieira do Minho e como ele foi dentro de portas por causa da chuva. Com uma ajuda mostramos também como foi o Carnaval na Botica. Para degustar, Entrudo (também) é isto.
Tínhamos começado o mês lá no alto da serra com uma bifurcação que nos levou a um ponto onde se vê grande parte da freguesia. De lá vimos Ruivães, Botica e Zebral, bem como pudemos comparar o monte da Peneda com duas fotografias de 2007 e 2016.
Com a ajuda de duas fotografias recordamos também como era o terreno onde está actualmente o Quartel dos Bombeiros.
Outros pontos altos deste mês que agora termina foram: a corrente forte da Ribeira de Chedas junto à Ponte Pequena que mostramos em fotografias e vídeos; a alteração do trânsito no Largo da Vila em Ruivães; e, a actividade das festas de Ruivães 2016 na Feira Mensal de Ruivães.
Nas outras coisas, mostramos: a Carta Militar de 1949; a nomeação do Correio Assistente em 1805; o aviso de exercícios militares na Serra da Cabreira; e, a concessão de bar no Parque de Lazer do Traves.
Os contributos deste mês foram do Gustavo Fernandes com uma panorâmica em S. Cristóvão e, um poema da Paula Alves, novamente publicado no Brasil.
E como este Fevereiro teve mais um dia, terminamos com um GRANDE eucalipto
Assim foi mais um mês, neste em que completamos 12 anos de actividade ...





Estatísticas:
Na página a publicação mais vista voltou a ser esta seguida, do aviso do torneio de sueca em Frades, do filme do mês de Janeiro, do quartel dos Bombeiros, do poema da Paula Alves, e daquilo que também é Entrudo

Na rede social Facebook, a Bifurcação, a neve em Espindo (link partilhado), o Tanque e a Fonte de Ruivães e o Largo de Ruivães

Eucaliptos no Traves

Para recordar.




Quartel dos Bombeiros em Ruivães


Estas duas fotografias distam 13 ou 14 anos uma da outra. Descubram as diferenças  ...
A fotografia antiga foi retirada do sitio dos Bombeiros Voluntários de Vieira do Minho. A mais recente foi tirada esta semana que agora termina.


Cantoneiros





Recordar, nestes dias em que cada linha de água - das tantas que aparecem não se sabe de onde! - é um problema para as nossas estradas.