Pardinho 2016, por Vítor Campos




Comentários

Anónimo disse…
Quem trabalha com gosto e por amor a uma causa neste caso comunitária, só pode mesmo desenhar este sorriso no rosto.
Parabéns por toda esta reportagem ilustrativa de um (bom) Costume local que se revela tão bem preservado e com dinâmica suficiente para continuar ad multos annos.
E muito obrigado por todos este testemunhos daquilo que é ser e viver em comunidade.
Ruivanense Adoptivo