Zebral




Comentários

Anónimo disse…
Parece-me ouvir a voz deste canastro gritando por socorro, antes que seja excessivamente tarde... e acabe por se desmoronar.
Quem o escuta?

Ruivanense adoptivo