Zebral




Comentários

Anónimo disse…
À semelhança das grandes superficiais comerciais dos nossos dias, este poderá chamar-se um mega-espigueiro.
Este belíssimo canastro mostra-nos, na sua imponência, a grandeza da vida agrícola de outros tempos, que já não volta, mas que temos o dever moral de manter viva através, por exemplo, da conservação destes monumentos rurais.
Esta fotografia constitui um óptimo testemunho desses anos volvidos e de actividades extintas ou, pelo menos, em vias de extinção.
Ruivanense Adoptivo