«Sepulturas abertas em rocha» (1906)







«(…)
VII. – RUIVÃES. N’um arredor da freguesia de Ruivães, concelho de Vieira, sobre um cômoro sobranceiro á estrada e no qual, segundo a tradição e os vestígios, existira outr’ora uma capella, encontram-se duas sepulturas abertas na rocha natural, que é o granito, e muito próximas uma da outra. Medições: 1.ª, 1m,74; 1m,56; 0m,28; 0m,44; 0m,20; NE.SO. – 2.ª, 1m,72; 1m,48; 0m,25; 0m,41; 0m,34; NE.SO. Referiram-nos que, ha anos, existiam mais, contando-se algumas em blocos avulsos.  
(…)»

Retirado da revista “PORTUGALIA – Materiaes para o estudo do povo portuguez”, Tomo II, Fasciculo II. Notícia de Rocha Peixoto e pesquisada aqui.

Comentários

Anónimo disse…
No Alto de S. Cristóvão. Local de grande beleza, com uma vista muito bonita e que, infelizmente, não tem tido o cuidado e atenção necessários por parte das entidades responsáveis pelo património.
Ana Miranda Duarte
Anónimo disse…
o revisitar da história da nossa freguesia é (para mim) um dos temas mais interessantes desta página;
daí que se volte a apelar para que quem puder dar contributos nesta recolha entre em contacto para viladeruivaes@gmail.com

paulo miranda