«A Misarela há 25 anos»





«Há 25 anos o JV noticiava a classificação, em 4 de Outubro pelo Conselho de Secretário de Estado, como mo­numento nacional, a Pon­­te da Misarela. Classifi­ca­da como imóvel de interesse público pelo Decreto-Lei nº 42007 de 1958,a pon­­te romana da Misarela, cons­­tituída por um só arco sob o rio Rabagão, ligando os concelhos de Vieira do Mi­­­­­nho e Montalegre está agora “protegida” por diploma legal, contra o abandono a que tem sido votada pe­los responsáveis do patri­mó­nio nacional”.



Na altura, co­mo a foto, tirada durante um passeio de alunos e professores da Escola Secun­dá­ria de Vieira do Minho do­cu­­menta, tinha parte do pa­re­dão destruído. Também conhecida como ponte do Diabo esta ponte constituiu um local mágico e inesquecível e é hoje um dos monumentos mais fas­ci­­­­­nantes da região. De origem medieval, a Misarela foi reconstruída no século XIX. O cenário onde se en­qua­dra faz jus ao nome. As­sen­ta-se sobre os penedos e insere-se num imponente des­­fi­la­dei­­ro escarpado, ve­ge­­tação densa e uma cas­ca­­­ta exu­be­rante. O majes­to­­so arco de 13 metros guar­­­da a história de várias ba­­talhas durante as guerras na­poleó­ni­cas e das inúmeras pessoas e carroças que por lá passaram, bem como os inú­meros baptismos de Ger­­vá­sios e Senhorinhas ali realizados. 

2018-10-12»




Comentários

Anónimo disse…
se bem me lembro, esta parede lateral foi depois colocada pelas mãos do Sr. Amadeu de Frades (falecido) e do Sr. José do Bicho de Vale.

paulo miranda