Festas de Ruivães - Os preparativos I

 



 



 


 

Comentários

Ruivanense Adoptivo disse…
Pois é; para se fazer algo é sempre preciso muito trabalho e carolice também. Oxalá que tudo decorra pelo melhor, para contento de todos e a bem da comunidade.
lindadaserra disse…
Na Foto 1 - proibição de trânsito para situações da Festa principalmente durante a procissão(não sei se também das corridas, etc.)
É o início do percurso da Procissão que sobe pelo lado do Lar, Quintã; desce na direcção da Capela da Roca onde dá a volta, sobe pelo Posto Médico passando no Pelourinho , Picota, até ao Cruzeiro; e desce novamente pela Picota, Pelourinho, até à Igreja.

Nunca pensaram noutro percurso?

Foto 2

Aqui vai ser o palco: para a entrega dos troféus no Sábado; para o conjunto da noite; para a actuação da Banda Filarmónica; para o leilão de ofertas, Domingo à tarde e para o conjunto da noite (um palco polivalente).
Ou seja, pena que não haja um Coreto!

Quem sabe a Junta não pega na ideia!?!
P. Martinho disse…
Quanto à primeira foto, não estará relacionada com a festa mas com obras realizadas pela empresa Epmar no caminho da Quintã.
Quanto ao percurso da Procissão da Festa, já muito se tem falado e discutido. Em tom de ironia, acho que a opção é aumentar o percurso pois ninguém abdica do direito de ver a procissão passar à sua porta.
Quanto ao coreto, não é viável gastar dinheiro numa estrutura para ser usada apenas uma vez no ano. Mais ainda, teria de ser maior que o tradicional coreto para poder acolher todos os músicos. Podíamos supor um coreto de montar, como já vi, mas nem esse teria capacidade para todos os elementos duma boa Banda de Música, que deve ter pelo menos 60 elementos.
Boa Festa para todos.
lindadaserra disse…
Obrigada pelos reparos mas está tudo de acordo com o que eu disse:
-no meu etc. inicial da primeira foto, estão incluídas as obras da EPMAR, mas falo do que sei. Já lá tentei passar no dia da festa e o trânsito estava realmente proibido por causa de actividades da festa. E no dia lá estará o sinal;
-na segunda ideia sobre o percurso da procissão, referia-me exactamente ao aumento do percurso porque há caminhos/ruas onde nunca passou uma Procissão e haveria quem gostásse que isso acontecesse(Ex. no Chamado-percurso que teria a vantagem de a procissão não descer pelo mesmo sítio (picota abaixo); afinal há pessoas que também contribuem e que nunca viram o "seu sítio"considerado a não ser pela Banda Filarmónica(parabéns aos festeiros);
- quanto ao Coreto, foi para distinguir a Música das "músicas" do palco que me referi à beleza da sua existência. Porque gosto de música e aprecio uma boa Banda Filarmónica, a tocar no Coreto tradicional. Sei que isso é clássico mas é belo e muita gente aprecia o mesmo que eu.

Portanto, continuamos de acordo!!!

E a festa é sempre boa para quem dela tira proveito.


Guillen disse…
Gostava que se pudessem dizer umas verdades,sem que não fossem filtradas!!!
Ruivanense Adoptivo disse…
Um corêto é sempre um local de cultura e bom seria que a Banda pudesse tocar num; afinal, há por aí muitas terrinhas que têm o seu e Ruivães também merecia.
Havendo um corêto, até se estabeleceria a diferença entre os conjuntos musicais mais ou menos pimbas e as bandas que têm longas tradições culturais na nossa região e não só.
vitor marques disse…
Se calhar quem leva os andores às costas não acha muito boa ideia alargar o percurso da procissão. Chegava muito bem sair da igreja, ir à capelinha da roca e voltar para a igreja. É que muitas vezes ouvi dizer que se a procissão não fosse à picota não ajudavam à festa, mas depois eram poucos os conterrâneos da picota que pegavam aos andores e muitos os que estavam no largo à porta do café a ver passar a procissão ou então faziam papel de fotógrafos com câmara na mão, certamente bem mais leve que deitar mãos aos andores.