Leira




Comentários

Anónimo disse…
Se, eventualmente, houver alguém capaz de dizer que a natureza não fala, aqui está a prova do contrário.
Mas o homem anda muito distraído com coisas sem importância e enredado em futilidades que a nada conduzem, pelo que não tem o tempo necessário para saborear, ver e interpretar tanta sabedoria que, gratuitamente nos é facultada.
A linguagem dos fetos e das ervas, o falar das pedras e o sussurro do vento - que aqui não se vê, mas se sente - é tudo tão bonito e tão saboroso que cada dia gosto mais do campo e me extasio mais com a beleza das suas oferendas.
Ruivanense Adoptivo