«Unidades de Saúde de Ruivães e de Rossas que reabrem...»






«Em reunião realizada a nove de Julho com o presidente da Câmara Municipal de Vieira do Minho, Antó­nio Cardoso, o Diretor Executivo do Agrupamento de Centros de Saúde Cávado II Gerês/Cabreira, Nuno Oliveira, e cinco presidentes das Juntas de Freguesia das áreas abrangidas pelas extensões de Saúde de Rossas e Ruivães, ficou decidi­da a reabertura destas unidades fechadas ao público há três meses, desde finais de Março.
Atendendo aos constrangimentos provocados pela pandemia, o Agrupamento de Centros de Saúde Cáva­do II Gerês/Cabreira foi obrigado a efetuar uma re­or­ganização interna pro­fun­da, no sentido de assegurar a melhor prestação de serviços possível à população, garantindo as necessárias condições de segurança a todos os utentes e também a todos os profissionais.
Todo este processo foi acompanhado pelo Município de Vieira do Minho e pelas Juntas de Freguesia, que dispo­nibi­lizaram todo o apoio ao nível da logística inerente a estas alterações.
O ACES Gerês/ Cabreira entende que estão reunidas as condições para a reabertura destes serviços em Vi­eira do Minho. Assim a Ex­ten­são de Saúde Ruivães retomará a sua atividade no dia 13 de julho e a Extensão de Saúde de Rossas no dia 20 de julho.
O processo de reabertura dos serviços de saúde obedece a orientações e regras muito específicas, tendo em conta a atual situação de saú­de pública que o país atravessa.
Assim, tendo em atenção a segurança de utentes e profissionais, a Unidade de Cuidados de Serviços Personalizados de Vieira do Mi­nho informa que as consultas são preferencialmente marcadas por telefone ou e mail. Não se dirija à sua Unidade de Saúde sem consulta marcada. Apenas é permitida a entrada dos utentes na Unidade com consulta marcada e 10 minutos antes da hora; apenas é permitida a entrada de acompanhantes em casos devidamente justificados (crianças e utentes com dependência).
Todos os pedidos de medicação crónica devem ser efetuados preferencialmente por telefone ou email, acompanhados sempre de número de utente para o seguintes endereços:
- ucsp.vieiraminho@arsnorte.min-saude.pt
- Telefone: Extensão de Rossas: 253 656161
Extensão de Ruivães: 253658 144
• Os resultados de exames complementares de diagnóstico devem ser enviados preferencialmente por email, acompanhados sempre de número de utente.
A segurança para os utentes e profissionais deve ser sempre mantida. Mantenha o distanciamento social, as regras de etiqueta respiratória e higiene das mãos.
A responsabilidade é de cada um de nós.

...e nunca deviam ter fechado
Desde o início das primeiras infecções de Covid19, que mui­tas Unidades Hospitalares abriram ao público para pa­ra dar resposta a casos relacionados com o novo coro­na­ví­­rus. Desde logo, em 3 de Março, o Hospital Central de Bra­ga e a Unidade Local de Saúde de Matosinhos, para dar ape­nas dois exemplos. Mas, ao mesmo tempo, a Direc­ção Ge­ral da Saúde “decretou” o fecho de “imensas” unida­des de cuida­dos saúde primários, em várias regiões do país, de­­vido à Co­vid-19 para “maior segurança” de profissionais e utentes, mes­mo em Agrupamentos de Centros de Saú­de (ACeS) sem ca­sos de Covid-19.
O Centro de Saúde de Vieira do Minho, com uma UCSP (Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados), com duas ex­tensões (Ruivães e Rossas) e uma UCC (Unidade de Cui­da­­dos na Comunidade), também não escapou ao encerra­me­n­­to, para abrir, em 16 de Abril, o Centro de Ras­treio Co­vid-19, para “a realização de testes gratuitos para por­ta­dores de prescrição médica e pessoas encaminhadas pela li­nha Saúde24”, anunciava, em comunicado, o edil da au­tar­quia lo­cal, António Cardoso.
Em nota, da Direcção Geral de Saúde, justificavam-se es­tes “encerramentos temporários de unidades de saúde bem co­mo à reestruturação do funcionamento das consul­tas de atendimento complementar, para situações de doen­ça aguda”, o que em muitas das ACeS, isso nunca aconteceu, pelo que nunca deveriam ter fechado.»

Comentários